A EVOLUÇÃO

A EVOLUÇÃO

Estudando a questão relacionada com o constante aprimoramento dos homens e a conseqüente evolução
da Humanidade, Allan Kardec estabelece com os Espíritos Superiores o seguinte diálogo, registrado
em O Livro dos Espíritos, questão 781: Pergunta - "Tem o homem o poder de paralisar a
marcha do progresso?" Resposta: "Não, mas tem, às vezes, o de embaraçá-la." P. "Que se deve pensar dos
que tentam deter a marcha do progresso e fazer que a Humanidade retrograde?" R. "Pobres seres, que
Deus castigará! Serão levados de roldão pela torrente que procuram deter."
Em face destas respostas, Kardec ainda comenta: "Sendo o progresso uma condição da natureza humana,
não está no poder do homem opor-se-lhe. É uma força viva, cuja ação pode ser retardada, porém
não anulada (...)."


No momento em que nos encontramos, de tantas manifestações de violência e de leviandade nos
mais variados aspectos, divulgadas em profusão, e em que muitos se deixam abater pela desilusão e pelo
pessimismo, justo é lembrarmo-nos da Bondade Divina que, tendo nos criado imortais e sujeitos à Lei
do Progresso, oferece-nos a oportunidade de viver essa experiência como elemento indispensável de aprendizado,
para a implantação consciente e voluntária em nós mesmos dos valores necessários à ascensão espiritual,
tanto intelectual quanto moral, compatível com o respeito à Lei que norteia a nossa vida.
É, portanto, uma fase transitória, um momento que, dependendo de nossas decisões e do uso que
dele fizermos, poderá ensejar o abandono de um círculo vicioso de ignorância e maldade que há muito
temos cultivado, abrindo caminhos novos que nos proporcionarão uma vivência mais alegre e em paz
com a nossa consciência, se optarmos pela prática da Lei de Amor ensinada no Evangelho de Jesus. Tais
decisões, contudo, poderão manter-nos nesse mesmo círculo vicioso, com as conseqüentes dores e sofrimentos
já por nós bastante conhecidos, se decidirmos continuar com as constantes queixas das Leis da
Natureza, com o cultivo do desamor, das lamentações e da omissão diante das inúmeras oportunidades
de praticar o bem.
Estamos resgatando, hoje, os resultados decorrentes das nossas ações e decisões do passado, boas e
más, e estamos, ao mesmo tempo, construindo o nosso futuro, também com as ações e decisões de hoje,
boas e más, de respeito ou de desrespeito às Leis que emanam de Deus, que nos ensejarão dias felizes ou
infelizes no porvir.
Não é sem razão que Jesus, na sua bondade, nos faz um convite permanente, procurando afastar-nos
da maldade e da ignorância que nos envolvem: "Vinde a mim, todos vós que estais aflitos e sobrecarregados,
que eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei comigo que sou brando e humilde de
coração e achareis repouso para vossas almas, pois é suave o meu jugo e leve o meu fardo." (Mateus, 11:28-30.)


Revista Reformador/Setembro 2005

Livro Beneficente

Renda revertida para a Auta de Souza
Compre já!Sem taxa de envio!

Ajude nos a ajudar

você pode fazer mais

Videos NEPZ

NewsLetter

Receba novidades por e-mail

Vibrações

Envie seu nome para vibrações no NEPZ
Encarnado Desencarnado

Contato rápido

Envie seu contato para NEPZ

Enquete

Participe de nossa enquete
Qual foi o motivo que te levou a procurar uma casa espírita?
Problemas de saúde Relacionamento familiar Problemas profisssionais Desequilíbrio mediúnico Curiosidade Busca do Porquê da vida Nasci em um lar espírita Busca do conhecimento espiritual Outros

Copyright © 2008 - NEPZ - Núcleo Espírita Padre Zabeu - Apoio : Livraria Espírita Deluz - Desenvolvimento: Webtask - Serviços para internet